Corporate 20 Setembro 2017

Jornal de Negócios: Gestores portugueses faltam pouco e motivam-se mais nas crises

Só os britânicos têm uma assiduidade mais elevada, segundo um barómetro europeu de absentismo e compromisso, que mostra que os portugueses são os únicos com maior "mobilização" nas fases difíceis que nas de crescimento.

Os gestores portugueses do sector privado estão entre os que menos faltam ao trabalho nos mercados europeus – só os britânicos têm uma taxa de assiduidade superior –, com 76% a assegurarem que este ano trabalharam em "todos os dias em que isso estava previsto".

Este resultado, que representa uma percentagem 10% superior à média europeia, surge no Barómetro do Absentismo e do Compromisso da Ayming, realizado junto de 2.843 profissionais em oito países. Ainda assim, entre os poucos quadros portugueses que admitem ter faltado, 72% fizeram-no por motivos pessoais, que abrange as questões de saúde pessoal ou de familiares.

 

Consultar o artigo completo, publicado pelo Jornal de Negócios